Abralog diz em fórum da Abras que ociosidade afeta cadeia de abastecimento

O presidente da Abralog, Pedro Moreira, um dos participantes do 2º Fórum da Cadeia Nacional de Abastecimento – ESG, realização da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), defendeu na quinta-feira, 9.6.2022, a necessidade de se dar atenção muito forte à gestão da ociosidade, que “está relacionada diretamente com os conceitos da ESG, entre eles os da economia circular e logística reversa”. O presidente Jair Bolsonaro, que estava nos Estados Unidos, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, fizeram participação no evento.

Segundo Moreira, ainda se vê muita ociosidade nas cadeias produtivas, e citou como exemplo veículos com baixa ocupação, o que é desperdício de combustível, de pneus, e, mais do que isso, “custo logístico na veia, quando se sabe que há caminhões que podem custar até R$ 1 milhão”, afirmou.

Nessa linha, considerou ser urgente a adoção da colaboração logística entre as empresas, uma ação que começou a ter protagonismo mais forte durante a pandemia, quando o receio histórico de se aproximar de concorrentes foi deixado de lado, pela necessidade de sobrevivência.

“É preciso buscar sinergias em várias etapas da logística, por exemplo no retorno de embalagens, melhor estruturação e organização de canais reversos e de pós-consumo, criação de mais pontos de captação, e nessa esteira tem também otimização de armazenagens, e concepção de embalagens levando em conta sua função logística”, propôs.  O presidente da Abralog sugeriu também a “realização de campanhas educativas, em todas as áreas de um ambiente tão rico em oportunidades, como é o da economia circular e do consumo consciente”.

O Fórum da Cadeia Nacional de Abastecimento ESG, da Abras, é um programa anual que reúne lideranças setoriais, empresariais e autoridades governamentais num debate multilateral e colaborativo sobre os principais desafios estratégicos, econômicos, mercadológicos, institucionais e regulatórios da cadeia nacional de abastecimento.

Em sua primeira edição, em junho de 2021, os participantes elegeram os 5 principais temas a serem atacados pelo Fórum: Redução de Custos; Consumo Consciente e Economia Circular; Desperdício de Alimentos; Fome; e Conhecimento.

Bolsonaro e Guedes — O presidente Jair Bolsonaro, que estava nos Estados Unidos, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, participaram do evento. Guedes disse que apoiava os objetivos do Fórum da Abras, e lembrou que “o Brasil é a grande fronteira de segurança energética  alimentar do mundo”.  Já Bolsonaro, em sua fala, admitiu qu a margem de lucro do setor já era baixa, mas pediu que os empresários buscassem uma redução, principalmente em produtos da cesta básica. Fotos: Divulgação



Deixe uma resposta