Abralog faz dia 8 de junho a abertura de Conferência sobre seguro de transportes

O Presidente da Abralog, Pedro Moreira, vai moderar o painel de abertura da Fetransporte Brasil Conference, evento via web, no dia 8 de junho de 2021, às 9h30, dando início ao bloco de conferências. Junto com Moreira participarão Andre Vaz Ferreira, Head of Development & Innovation da Souza Cruz; Marcio Toscano, Diretor Comercial e de Marketing da Autotrac, uma das sócias-apoiadoras da Abralog; e Marcel Modesto, Gerente de Logística Sênior da C&A Brasil. As palestras vão até 10 de junho. O primeiro dia da Fetransporte, 7 de junho, será dedicado a rodadas de negócios.

Para apresentar as oportunidades que o segmento de Seguro de Transportes reserva a corretores e empresas que atuam no segmento, a Fetransporte Brasil, uma empresa de soluções de serviços para corretores, e a Educa Seguros, realizam a segunda edição da Fetransporte Brasil Conference. Segundo os organizadores, trata-se do maior evento online de Seguros de Transporte de Cargas do Brasil.

As inscrições são gratuitas e pode ser feitas por este link

A Fetransporte Brasil e a Educa Seguros inovaram ao apresentar o evento no ano passado, com mais de 23 horas de conteúdo gratuito, reunindo 2.200 pessoas que tiveram expectativas superadas. A segunda edição promete ser ainda maior: o tempo da programação do evento foi dobrado, serão mais de 40 horas de conteúdo, com diversas autoridades do setor e conteúdo ao vivo em debates, entrevistas, workshops, treinamentos e estudos de casos.

Já estão confirmados mais de 40 profissionais como palestrantes e apresentadores, todos eles importantes players do segmento. Além da plenária online, os participantes terão como novidade um dia exclusivo para acessar as três salas de negócios e entrar em contato com os representantes das principais seguradoras atuantes no país, como forma de estreitar o relacionamento com os principais tomadores de decisão do setor.

Outra novidade deste ano será que, além dos seguros de transporte, haverá momentos com dicas para atuação dos corretores de seguros em dois outros ramos que estão aquecendo o mercado: os seguros patrimoniais e os seguros de vida, que podem completar o mix de produtos a serem oferecidos aos clientes transportadores.

“No ano passado tivemos um evento inovador e com muito conteúdo, em plena pandemia. Este ano modernizamos um pouco mais as formas de apresentação, com a missão de superar, mais uma vez, as expectativas”, afirma Rogério Bruch, Diretor Comercial da Fetransporte Brasil.

Segundo ele, as informações apresentadas no evento serão relevantes para o dia a dia dos profissionais deste segmento, sejam corretores ou seguradores. “Teremos desde conteúdo sobre o mercado logístico no Brasil, o cenário do transporte de carga, as oportunidades para seguradores e corretores, as tendências para o futuro do mercado. Ouviremos a visão das seguradoras, das empresas de gerenciamento de riscos, de regulação de sinistros. Daremos caminhos para a diversificação da carteira do corretor e como se preparar para atuar com seguro de transportes nacional, internacional, RC ambiental e vida. Além de temas que possam ajudar na prospecção de clientes e no atendimento a este setor”, adianta o diretor.

“A primeira edição foi sensacional, sendo um sucesso de audiência e público. Foram mais de 2 mil participantes, mais de 22 horas de conteúdo e 23 painéis”, completa Bruno Barazzutti, Gerente de Inside Sales e Marketing da Fetransporte Brasil. “Nesta edição, nossa expectativa está ainda maior e nossa missão é proporcionar um momento único de aprendizado, compartilhamento e crescimento para o nosso mercado”, diz

Anderson Ojope, fundador da Educa Seguros, justifica que o mercado de seguros brasileiro necessita de aprimoramento técnico e operacional para a venda, operacionalização e gestão dos seguros no ramo de transporte de carga. “A grande maioria dos corretores de seguros ainda está distante deste segmento. É preciso conhecer o ecossistema do seguro de transporte de carga e o mercado de logística em geral para poder diversificar a carteira através do desenvolvimento da venda do seguro de transporte de carga, que tem grande potencial de crescimento”, diz.



Deixe uma resposta