Abralog fez o segundo dia de palestras da Logistique 2019, em Joinville

Um público de 300 profissionais de logística acompanhou durante 4 horas o programa que a Abralog preparou para o segundo dia da Logistique 2019, congresso e feira de negócios realizada em Joinville, de 27 a 29 de agosto.

A Abralog convidou diretores de 3 empresas associadas para as apresentações, após as quais seguiu-se debate com a plateia. As palestras, pela ordem, abordaram o tabelamento de frete, a importância da colaboração entre indústria e varejo, e por último, como melhorar a experiência de compra no e-commerce.

A apresentação foi conduzida pelo presidente da Abralog, Pedro Francisco Moreira, que moderou também o debate. “A Abralog sente-se honrada com o convite para produzir parte do conteúdo do congresso da Logistique”, agradeceu Moreira. “A logística está a cada dia mais eficiente, complexa e necessária. Esperamos que o conteúdo a ser apresentado tenha utilidade. A Abralog sempre está à disposição para compartilhar o conteúdo que gera”, disse.

O CEO da BBM Logística, André Alarcon de Almeida Prado, fez ampla análise do tabelamento de fretes, e do cenário no qual ele surgiu, após a greve dos caminhoneiros de  2018 – aumentos sucessivos de óleo diesel, por um lado, e de outro, excesso de caminhões num mercado debilitado pela crise, achatando o preço do frete.

Almeida Prado mostrou os impactos do tabelamento nas operações logísticas, abordou a decisão tomada pelas empresas que resolveram partir para frota própria, num movimento de defesa diante da experiência vivida com a greve, e deixou claro que não há como ignorar a oferta e a procura, via tabelamento.

Marcelo Arantes, diretor de Supply Chain do Grupo Pão de Açúcar mostrou como é a logística do gigante varejista, ao mesmo tempo em que comentava as oportunidades e dificuldades de se fazer a colaboração entre cliente e fornecedores.

Arantes falou também de transformação digital e da revolução tecnológica em marcha.

A ultima apresentação foi de Pierre Jacquin, sócio da Intelipost, empresa de tecnologia que opera plataforma pela qual quem compra frete tem rapidamente os melhores preços e soluções para suas entregas.

Jacquin analisou o que se faz hoje em termos de omnichannel e o desafio logística do e-commerce – como equalizar custo, pessoas capacitadas, infraestrutura, tecnologia e serviço ao cliente.



Deixe uma resposta