quinta-feira, 20/06/2024

ASSOCIE-SE

Abralog lança Movimento Nacional pela Logística Humanitária para apoiar vítimas

A Associação Brasileira de Logística (Abralog) anunciou o lançamento do Movimento Nacional pela Logística Humanitária (MNLH), uma iniciativa que visa colaborar no planejamento e apoio logístico para a entrega de doações às áreas afetadas pelas enchentes no Rio Grande do Sul.

De acordo com o presidente da entidade, Pedro Moreira, um dos grandes gargalos enfrentados é o do planejamento logístico, além da falta de espaço adequado para receber, armazenar, triar e escoar as doações que estão chegando ao Estado. “Aproximadamente 2.000 carretas estão em trânsito para o Rio Grande do Sul, mas não há infraestrutura suficiente para acomodar e processar esses suprimentos de forma eficiente. Estamos colaborando nesse sentido, envolvendo nossos associados”, diz ele.

A Abralog está buscando, ainda, a colaboração de associados do setor de condomínios logísticos para identificar e ocupar galpões que possam servir como hubs logísticos, não apenas na região metropolitana de Porto Alegre, mas também em outras cidades do Interior do Estado.

“O objetivo do Movimento Nacional pela Logística Humanitária é garantir que as doações cheguem de forma rápida e eficiente às pessoas necessitadas, por meio de planejamento logístico adequado e da coordenação dos esforços de diferentes atores envolvidos nessa operação, principalmente associados”, explica. A entidade conta com 150 empresas filiadas, muitas delas com operações no Rio Grande do Sul e estados vizinhos.

É o caso do Grupo Casas Bahia, que ofereceu 5.000 m² de um centro de distribuição na Grande Porto Alegre, e outros 2.000 mil m2 em Duque de Caxias, RJ. No Jockey Club do Rio, por exemplo, estão a descoberto 130 paletes com de água, 2 mil caixas com doação triada e 2 toneladas de remédio (foto do alto).

O operador logístico Imediato Nexway (IN), nosso filiado, da cidade de Ribeirão Preto, São Paulo, carregou nesta segunda, 13.5.24, carreta com 20 toneladas de garrafas de água de 1,5 litro, que nossa associada Renner conseguiu em Águas da Prata, por meio do Instituto que leva o seu nome, informa Eduardo Zampini, diretor de Suprimentos do IN. “A situação do Rio Grande do Sul é uma catástrofe sem precedentes; quando se olha, não se consegue imaginar o que havia nos locais submersos. A sensação de poder ajudar é de empatia, de se sentir no lugar do outro”.

Ainda a Renner, com sede em Porto Alegre, financiou aluguel de barcos que auxiliaram em mais de 800 resgates nas áreas afetadas. Além disso, a empresa já doou 80 mil itens de vestuário e calçados, incluindo peças próprias e outras reunidas com parceiros e colaboradores. Nas próximas semanas, o grupo deve doar mais 300 mil peças. As prioridades são roupas infantis, roupas íntimas e roupas de cama

A Leroy Merlin, igualmente sócia Abralog, mobilizou recursos e pessoas para agir prontamente na assistência aos colaboradores em situação de risco, cooperando estreitamente com as autoridades locais. A empresa ativou seu Fundo Solidário, garantindo assistência alimentar, habitacional e de saúde aos colaboradores que se encontram em situações críticas, com perdas de suas habitações. Adicionalmente, a Leroy Merlin concedeu 1 salário adicional, auxílio de 2 cestas básicas em espécie e antecipação da 1ª parcela do 13º salário a todos os 505 colaboradores das três lojas no Rio Grande do Sul, totalizando um aporte de R$ 3 milhões.

Todas as unidades da rede no País estão servindo como pontos de coleta para doações, e já conta com mais 530 pallets que estão sendo enviados para distribuição. Com um aporte de mais de R$ 2 milhões, a companhia já doou mais de 40 mil itens para as equipes de resgate, incluindo luvas, botas, lanternas, cordas e ferramentas em geral, além de mantas e cobertores para atender às solicitações da Defesa Civil diante da iminência de uma frente fria e kits de higiene pessoal.

Outra ação conduzida pela companhia é a disponibilização de uma lista de produtos essenciais a preço de custo e com opções de parcelamento estendido para os clientes das três lojas no Rio Grande do Sul. Além disso, os fornecedores locais serão beneficiados com a antecipação de recursos e recebíveis, com taxas reduzidas e especiais.

A associada Gollog é responsável por receber as doações da Cufa, e também da população para transportar aos aeroportos mais próximos das cidades atingidas. Veja a lista de endereços das lojas de coleta: https://www.gollog.com.br/atendimento/lojas-gollog

Nosso associado Carrefour vai congelar os preços de todos os seus produtos até o dia 31 de maio nas lojas do Rio Grande do Sul – Carrefour, Atacadão, Sam’s Club e Nacional. Na semana passada, em parceria com a Ação da Cidadania, 20 lojas do Grupo Carrefour Brasil no estado passaram a receber arrecadações (alimentos não-perecíveis, kits de higiene pessoal e materiais de limpeza). No entanto, devido ao aumento do nível de enchentes, cinco lojas tiveram de ser fechadas temporariamente. As outras 15 lojas seguem recebendo doações até 24 de maio.

O Mercado Livre, junto com o seu banco digital Mercado Pago, anunciou a doação de R$ 1 milhão para a ONG Ação da Cidadania. Segundo nosso associado, os recursos serão destinados a compras de kits de artigos de uso emergencial como colchões, cobertores, água potável, alimentos de cesta básica, artigos de cama-mesa-banho e higiene pessoal. A entrega dos mesmos será feita em colaboração com a Força Aérea Brasileira. A Abralog prepara novas ações com associados, além de parcerias estratégicas.

Foto: Divulgação

Abralog faz bem para sua logística.

Matérias Relacionadas

Abralog nas Redes

Últimas Matérias