Abralog otimista com infra, mas luta por plataformas logísticas nos modais

O Presidente da Abralog, Pedro Moreira, mostrou otimismo, nesta quarta-feira, 5.5.2021, ao falar sobre o desenvolvimento da infraestrutura brasileira. Para ele, as ações em andamento, como obras e concessões em diversos modais, devem encurtar a distância para “a sonhada multimodalidade”, com a qual será possível o sincronismo entre todos os modos de transporte.

Moreira foi um dos palestrantes do evento “A logística do futuro já é uma realidade, mas muita coisa ainda está por vir. Você está preparado?”, promovido via web pela Revista Mundo Logística e Scambo Consultoria.

Segundo Pedro Moreira, apesar de ainda distante, a multimodalidade avança e gera otimismo. Ele citou as obras constantes no Plano Nacional de Logística 2035 (rememore o que elas são). Participaram também do encontro, Achiles Rodrigues, consultor sênior da Moby Consulting; Flávio Amaral, do departamento de logística da Gtnet; Maggie Aquino, do setor de operações digitais do Grupo Big; e Paulo Fernando de Oliveira, sócio da Scambo Consultoria, que moderou o evento.

O presidente da Abralog deu sua opinião sobre o que os profissionais da área devem encontrar na logística do futuro, tema do evento. Disse que o pessoal do setor, notadamente os executivos, devem se engajar na luta pela multimodalidade, pois nela está o caminho para uma logística mais organizada, de menor custo, eficiente e rápida.

“As plataformas logísticas vão vir com a multimodalidade”, lembrou Moreira. O Brasil não tem plataformas intermodais, continuou ele, que fez a seguinte projeção: quando houver a multimodalidade, pelas plataformas irão fluir as cargas que chegam pela hidrovia, rodovias, cabotagem, ferrovias e aeroportos. Também comentou a necessidade de os profissionais de logística se preocuparem com as questões regulatórias e fiscais, que entravam e burocratizam o segmento. E se mostrou preocupado diante da pandemia, com a gestão de pessoas, sua saúde mental, equilíbrio e proteção contra o coronavírus.



Deixe uma resposta