Abralog presente em encontro para corretores de seguros de carga

A Associação Brasileira de Logística apoiou evento da associada AT&M Tecnologia que reuniu corretores de seguros com atuação no setor de transporte de cargas, nesta sexta-feira 18 de janeiro de 2019, em São Paulo.

Denominado como ACADE  Absorb complexity and deliver ease (“Absorver complexidade e entregar facilidades”), que é  uma das missões da AT&M, o evento contou com o apoio do Sindicato de Corretores de São Paulo ( SINCOR SP), além da Abralog, representada pelo logístico José Roberto Lyra, do Conselho Consultivo da entidade.

Os principais assuntos abordados serão: novas normativas da SUSEP (Superintendência de Seguros Privados); emissão do MDF-e (Manifesto de Documentos Fiscais eletrônico); novas tecnologias para ter sucesso nos negócios; lançamento de tecnologias para averbação da carga e a importância da averbação nos processos logísticos em todo o país, além de outros temas.

Segundo o advogado Paulo Henrique Cremoneze, o Marco Regulatório do Transporte de Cargas, que está em desenvolvimento precisa ter o envolvimento dos empresários, trabalhadores e governo, pois, atualmente o texto está passando por várias alterações que infelizmente estão trazendo dúvidas para o mercado.

“Com as alterações do Projeto de Lei 75/2018,  o corretor de seguros torna-se ainda mais importante na hora de esclarecer dúvidas para o seu transportador, em relação às responsabilidades de cada integrante na cadeia logística, normas e exigências sobre o seguro de responsabilidade civil, além da averbação do seguro da carga no ato da viagem”, entre outras regras que estão em discussão.

Sobre os impactos da averbação eletrônica no processo logístico, Vagner Toledo, CEO da AT&M alertou profissionais do setor sobre os critérios de escolha na hora de escolher um fornecedor para realizar a averbação eletrônica da carga, sendo um procedimento obrigatório em nosso país, além da importância da checagem de mais de 200 regras de seguro existentes que devem ser feitas com agilidade para não prejudicar  a entrega de mercadorias no País.

“Para garantir segurança, buscamos a maior empresa de datacenters do mundo, a Equinix, além de infraestrutura com alta tecnologia e equipe 24 horas no suporte ao mercado, destacou Vagner Toledo.

A advogada tributarista na área de transporte Requel Aparecida de Jesus explicou que após a averbação do seguro da carga, nos casos em que for obrigatória a emissão do Manifesto Eletrônico do Documentos Fiscais (MDF-e), de viagens interestaduais, deve o segurado, mediante transmissão eletrônica, efetuar a entrega do arquivo completo desse documento, no padrão estabelecido na legislação, também em rigorosa sequência numérica e antes do início da viagem.

“A empresa emissora do MDF-e deve gerar arquivo eletrônico contendo as informações do veículo de carga, condutor, previsão de itinerário, valor e peso da carga, documentos fiscais, seguro, comprovante de pagamento de autônomo ou equiparado (CIOT), bem como as informações do vale-pedágio, quando for o caso, entre outras”, finalizou Requel.

Para José Roberto Lyra, do Conselho Consultivo da Associação Brasileiro de Logística, as novas normas e exigências dos órgãos reguladores trazem mais competitividade para o setor, pois, são transformações que exigem mais conhecimento e capacitação, iniciativa que trará bons resultados para quem atender as exigências.

Ao final do evento, Jorge Okagawa, gerente do departamento de suporte técnico da AT&M, apresentou o lançamento de cinco tecnologias desenvolvidas pela empresa para o corretor de seguros realizar com mais segurança e agilidade, o processo de averbação eletrônica da carga. Foram elas: AT&Mex, Dasshboard, Smart Milk run e Master Group.



Deixe uma resposta