Comitê de E-commerce Abralog projeta principais temas para 2020

O Comitê E-Commerce da Abralog, em sua primeira reunião de 2020, no dia 21 de janeiro, recebeu como convidado Fernando Sartori, CEO e co-founder  da Uello,  startup que desenvolveu plataforma tecnológica  própria, em cloud, que se utiliza do conceito de pesquisa operacional para tornar ágeis entregas nas grandes cidades. Utilizando rede de entregadores (crowdsourcing delivery) a plataforma conecta consumidores, lojistas  e entregadores para mitigar as dificuldades da entregas na last mille.

Pesquisa de Temas para 2020 – O comitê discutiu alguns temas que foram propostos na pesquisa que será enviada ao mailing list da Abralog. Os resultados da pesquisa serão tabulados e divulgados na próxima reunião do comitê, em 17 de fevereiro. O objetivo é que os mais votados e/ou sugeridos sirvam de guia para as reuniões do comitê. conforme o acordado no planejamento de atividades para 2020.

Projeto de Lei Complementar 148 – A Abralog e a Abcomm continuam acompanhando  o Projeto de Lei Complementar 48, que tramita na Câmara Federal, de extrema importância porque vai garantir a segurança jurídica das operações com Pudos, lockers e pontos de retirada de mercadorias. Aprovado na Comissão de Finanças e Tributos da Camara dos Deputados, o PLC 148 está em análise pela Comissão de Constituição e Justiça da Casa. O projeto foi iniciativa da Abcomm, que sugeriu seu encaminhamento ao deputado federal Enrico Misasi (PV-SP), que abraçou a ideia.

Abralog e Abcomm acompanham o trâmite do projeto, que será discutido em julho, durante evento que a associada Intelipost realizará neste mês de julho. O PLC 148 ganhará destaque também em março, durante a XXIII Conferência Nacional de Logística da Abralog, que será realiada durante a Intermodal South America, em São Paulo, no São Paulo Expo.

Documento Eletrônico de Transporte DT-e – Promessa para facilitar o trabalho dos caminhoneiros, o projeto de lei que cria o Documento Eletrônico de Transporte (DT-e) já está pronto e deve ser encaminhado ao Congresso neste início de ano, segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas.

O DT-e vai permitir a fiscalização eletrônica, e deve simplificar as operações de transporte, reduzir o tempo de viagem em função da não necessidade de se parar em postos de fiscalização, e também ajudar “a afastar” intermediários na negociação do frete, na avaliação do ministro.

CIOT – Já está valendo a resolução do Código Identificador da Operação de Transporte (CIOT) para pagamento de frete. A nova regra foi publicada em 17/12/2019 no Diário Oficial da União (DOU). A resolução n° 5.862 foi aprovada em Brasília, pela diretoria da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e está em vigor desde 17/1/2020. Alecsandro comentou que empresas já estão fazendo as alterações necessárias apesar do curto prazo estabelecido para implementação e Mauro já está implementando. Vamos compartilhar mais detalhes na próxima reunião.

Presentes – Participaram da reunião desta terça-feira, 21 de janeiro de 2020: Fernando Sartori, Uello; Alecsandro Souza, Instituto para o Desenvolvimento do Varejo; Mauro Pereira, BXLOG; Ricardo Rodrigues, AGR Consultores; Fabrício Lopes, Inpost; Thiago Rodrigo Altran, Unpark; Nelson Carvalho, Carbono Zero; Tammara Berezovsky, IS Entregas; Pierre Jacquim, Intelipos; Julio Dantas, Shismart e José Roberto Lyra, Vcs²pro, Coordenador do Comitê E-commerce da Abralog.

 



Deixe uma resposta