Comitê Farmacêutico discute rastreabilidade de medicamentos

Na manhã desta quinta-feira, 25 se abril de 2019, empresas integrantes do Comitê de Logística Farmacêutica da Abralog debateram como tema principal a rastreabilidade de medicamentos, que deve ter resolução publicada pela Anvisa nos próximos dias.

Responsável pela coordenação do projeto piloto junto a Anvisa, envolvendo industrias, distribuidoras, hospitais e drogarias, Luiz Thomazinho, diretor da empresa Rastreabilidade Brasil (www.rastreabilidadebrasil.com.br), alertou XXX os presentes sobre o período de 3 anos que as companhias do setor farmacêutico terão para a integração no sistema da Anvisa.

Segundo ele, é preciso que toda a cadeia faça a integração de tecnologias e gestão de processos, já que em 2022 termina o prazo final para todo o segmento estar conectado com o sistema da Anvisa.

“A implantação do sistema de rastreabilidade é considerada uma inovação de processos em toda a cadeia da indústria farmacêutica, e isso resultará em transformações positivas em termos de eficiência da gestão e, sobretudo, de segurança para o consumidor, evitando falsificações e o comércio clandestino”, destacou ele.

 

Em maio, Transporte de equipamentos médico-hospitalares

O Comitê de Logística Farmacêutica da Abralog também definiu os principais temas do evento que está sendo organizado, “Transporte de Equipamentos Médico-hospitalares: Logística de Ponta a Ponta”, que vai mostrar como é e de que forma deve ser feita a movimentação desses produtos pela cadeia logística.

Participaram da reunião: Renata Formoso, Faxe Cargo; Thais Martins, Emba; Renata Curatolo, Emba; Leila Almeida Santos, Andreani Logistica; Liana Montemor,  Grupo Polar; Lisa Palla Tavolaro, Thermo Fisher;Mauro Pereira, BX Log; Marc Chalom, Castellucci; Daniele Constantino, BX Log; Renata Formoso, FAXE Cargo;Luiz Tomazinho, RB Brazil; Thiago Oliveira – BX Log; Vitor Chainca, LocalFrio; Camila Machado. Globalty e Leandro Lopes, profissional do segmento.



Deixe uma resposta