Entrevista: Vander Batista, sócio da Log10

Vander Batista, sócio da Log10, iniciou sua trajetória voltada ao transporte emergencial com motos, e desenvolveu novas modalidades de entregas com furgões e caminhões. A Log10 conta com uma frota de 55 veículos, além de motos e certificações que habilitam a empresa ao transporte e armazenagem de diversos produtos, inclusive para área de saúde. A empresa conta com 70 colaboradores diretos e atende mais de 300 empresas por mês, como conta Batista, nesta entrevista.

Quando a empresa foi fundada? Por que ela foi criada? 

A LOG 10 foi fundada em 6.5.2006, com o objetivo de realizar a entrega de materiais com maestria, agilidade e precisão no destino final. Iniciamos com entregas de malotes, serviços de agência bancárias, cartórios, correios,  até que identificamos uma oportunidade no mercado de entregas hospitalares, especificamente entregas de materiais cirúrgicos, e decidimos ampliar nossos serviços e nos especializar nessa área.

Quais suas principais áreas de atuação?  

Entrega de produtos hospitalares, entregas expressas via motoboy, armazém geral, serviços aduaneiros.

Como a companhia está estruturada? Em quais Estados?   

A nossa matriz está situada em São Paulo, e temos uma filial em Curitiba, porém, atendemos todos os estados brasileiros, por meio de bases de apoios. Contamos com diversos parceiros que já atuam há bastante tempo com a Log 10.

Qual o diferencial, ou diferenciais? 

Somos licenciados pela vigilância sanitária,  Anvisa e Covisa, possuímos licença para transporte de medicamentos, correlatos, cosméticos, produtos com controle de temperatura. Todos os nossos veículos são devidamente licenciados pela Anvisa e possuem isolamento térmico. Temos uma equipe especializada que faz todo gerenciamento de risco da carga e acompanhamento, desde o momento da coleta até a entrega final, independente do horário ou do dia da semana.

O que a empresa quer ser daqui a 5 anos? 

Líder no mercado de entregas hospitalares.

Nesse momento de revolução tecnológica, como vocês avaliam o estágio das tecnologias disruptivas no setor?  

A tecnologia está cada vez mais avançada e a Log 10 tenta acompanhar para facilitar as atividades dos nossos colaboradores e clientes.  Garantindo uma maior qualidade dos nossos serviços.
Exemplos: uso de aplicativos para acompanhamento  e distribuição de serviços de entregas; temos  dataloggers para monitoramento de temperatura, quando necessário; e uso de ibutton, que permite a identificação do condutor do veículo e da velocidade do mesmo.

Como está sendo enfrentar a pandemia? 

Está sendo um momento delicado para todos; tivemos quedas em algumas áreas, principalmente devido às diversas suspensões de cirurgias eletivas. Porém, com o aumento da demanda dos hospitais em produtos correlatos, conseguimos manter o fluxo de entregas.

Por que a empresa se associou à Abralog?

Para buscar conhecimento, networking e aprender.

 



Deixe uma resposta