Frete compartilhado otimiza custos e processos logísticos

Promover a interação entre vários embarcadores e suas necessidades para o transporte de cargas. Esse é o objetivo do módulo “Frete Compartilhado” aplicado à  Simulefrete, plataforma digital criada em 2017 para a governança das operações de transporte.  Essa funcionalidade inovadora que acaba de chegar ao mercado, permitirá que embarcadores de diferentes ramos de atividade compartilhem suas cargas em um mesmo veículo, otimizando o custo total das entregas. O cofundador da Simulefrete, Marcos Barbosa, explica essa função simplifica o dia a dia do embarcador e faz com que ele possa interagir com outros embarcadores. Inicialmente, após a definição de parâmetros e necessidades básicas para a execução do transporte, duas empresas distintas, por exemplo, poderão expedir suas cargas mais rapidamente para uma região/cidade do País, sem a necessidade de aguardar um melhor lote econômico de produtos para embarque.

Frete compartilhado X embarcadores  

Segundo Barbosa, com mais facilidade, os setores da indústria e distribuição poderão escolher transportadoras, que despachem suas cargas fracionadas  em um mesmo caminhão. “ Um pedido de cinco toneladas de autopeças, por exemplo, poderá ser direcionado para um caminhão que também levará oito toneladas de livros de um embarcador distinto, ambos com o mesmo destino ou em rota compatível de entrega. Ele aponta, que a tecnologia identifica parâmetros de transporte semelhantes de embarcadores distintos, gerencia necessidade regulatórias, operacionais, securitárias e de gerenciamento de risco, bem como regiões de origem e destino das remessas.

Na sequência, sugere para que esses embarcadores colaborem suas demandas em um mesmo frete disponível por uma gama de transportadoras consideradas aptas para o serviço. “ Ao final, cada responsável pelo transporte terá um panorama sobre como otimizar custos e prazos para a entrega com outros embarcadores e tabelas de fretes das transportadoras que estão aptas à demanda atual, entre outros fatores”, explica Marcos Barbosa.  No final do processo, após definição de parâmetros para a execução do transporte, as empresas envolvidas podem adquirir mais eficiência na entrega de suas mercadorias e otimização de custos, visto que poderão “compartilhar” necessidades para o envio.  

Outras funcionalidades

Além da sua função citada acima, a ferramenta mostra, por exemplo, o panorama geral de todas as entregas, desempenho, faturamento e conciliação financeira em tempo real. Na prática, oferece desde a escolha do transportador,  tipo de modal para cada operação ou mercadoria, e acompanhamento do pedido em tempo real, até a entrega.

Barbosa explica que a Simulefrete já tem embarcadores que introduziram a tecnologia para a gestão completa do transporte e distribuição. Com isso, conseguem checar o status de toda a operação, se as entregas estão dentro do prazo, qual localidade que a transportadora está com o trabalho em dia, sem a necessidade de esperar finalizar o mês. “A tecnologia também facilita o acompanhamento dos pedidos,  comparativos entre modais e tabelas de fretes de diferentes transportadoras, gerenciamento para o  envio de mercadorias para otimizar ainda mais o frete, com base no comportamento de cada cliente, e escolher entre o transporte fracionado ou lotação em relação à cada demanda, no melhor momento para a sua expedição. Para casos de entregas em atraso, é possível checar as notas com risco de atraso de entrega e interagir com o transportador para que uma determinada entrega seja feita de forma eficiente”, finaliza Marcos Barbosa.

A Simulefrete – Em 2017, a plataforma digital Simulefrete (simulefrete.com) foi desenvolvida para que embarcadores possam otimizar suas operações de transporte de forma segura, ágil e eficiente, alinhados à digitalização com eficiência em seus processos, redução de custos e melhoria da qualidade do serviço prestado em um mercado muito acirrado pela concorrência.

Isso tem proporcionado a realização de atividades de transportes complexas de forma mais integrada, ágil e simplificada. Essa forma de atuação resultou em novas possibilidades da operação e do negócio e agora, a Simulefrete tem mais uma forte parceria ao seu lado! Agora, a Simulefrete faz parte do Grupo META2, com forte atuação no mercado de transporte de cargas e seguros. O Grupo META2 foi criado pelos sócios fundadores da AT&M Tecnologia, empresa líder no processo de averbação do seguro de transporte de cargas com mais de 26 mil clientes em todo o País, entre embarcadores, transportadoras, corretoras e seguradoras.



Deixe uma resposta