Governo realiza, em setembro, primeiro leilão de rodovias

No próximo dia 27 de setembro, ocorrerá o primeiro leilão rodoviário da gestão do presidente Jair Bolsonaro. A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e o Ministério da Infraestrutura concederão um trecho de 437 km da BR-364 e da BR-365, que unem Minas Gerais a Goiás. Esse é o principal corredor para passagem da produção agroindustrial do sudeste goiano e do Triângulo Mineiro. A empresa ganhadora terá que investir, durante 30 anos, R$ 2 bilhões destinados a investimentos em melhorias e intervenções previstas no PER (Programa de Exploração da Rodovia) e mais R$ 2,7 bilhões para custos operacionais.

Entre as obras que deverão ser realizadas, estão a duplicação de 44,2 km da rodovia, a construção de 160 km de terceira faixa e de 19,4 km de vias marginais. Também está prevista a implantação de 80 km de acostamentos na BR-364/GO, três novos dispositivos de interconexão, nove passarelas de pedestres, sete melhorias de interseções, uma passagem inferior, iluminação nas travessias urbanas e nas vias marginais, entre outras melhorias. A concessão ainda deve contar com sete praças de pedágio: três em Goiás (Paranaiguara, Cachoeira Alta e Jataí) e quatro em Minas Gerais (Uberlândia, Monte Alegre de Minas, Ituiutaba e Santa Vitória). A tarifa máxima de pedágio será de R$ 7,02. A estimativa é que os primeiros 15 anos de concessão gerarão, aproximadamente, 1,3 mil empregos diretos e 2,4 mil indiretos.

Com informações do Ministério da Infraestrutura

 



Deixe uma resposta