Huawei, ABDI e Abralog mostram Armazém 5G, com robô Xiaoyou indo ao palco

O robô Xiaoyou foi uma das atrações do evento “Logística Inteligente e o 5G no Brasil”, que lançou White Paper sobre o assunto, em cerimônia realizada por nossa associada Huawei, nesta terça-feira, 7.12.2021, em seu Centro de Distribuição de Sorocaba (SP). Xiaoyou, que carregou exempla.res do paper distribuído aos presentes, é um dos equipamentos que integram o Armazém Inteligente, ao lado de  veículos auto-guiados e máquinas com tecnologia estado da arte. Clique para ver o White Paper.

O White Paper foi elaborado pela multinacional líder em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), em parceria com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e a Associação Brasileira de Logística (Abralog). A apresentação mostrou como o 5G funciona na prática – e quais são os benefícios que a nova tecnologia pode gerar para o setor de logística.

Grande ganho de eficiência –  O Armazém Inteligente, que deu origem ao White Paper, recebeu em agosto de 2020 cobertura de uma rede 5G privada, obtida após autorização da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). Desde então, tarefas como transporte de matéria-prima e equipamentos passaram a ser executados por robôs autônomos, o que ocasionou um ganho de 25% na eficiência da operação, e uma diminuição do ciclo de produção de 17 para 7 horas.

A tecnologia móvel de quinta geração é a única que suporta conexão entre máquinas. São 12 antenas, capazes de conectar até 300 dispositivos inteligentes, como veículos autônomos auto-guiados, empilhadeiras autônomas, câmeras com inteligência artificial e dispositivos de radio-frequência. no armazém inteligente da Huawei é poder apresentar esses exemplos reais, de como o uso da tecnologia 5G pode revolucionar a comunicação na cadeia, com ganhos em velocidade e performance que garantam maior segurança e eficiência nas operações. Uma das principais características da nova tecnologia é a baixa latência, que otimiza o tempo entre o upload e o download de um dado, por exemplo, gerando respostas praticamente imediatas.

Falaram durante a entrega do White Paper Igor Calvet, presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, a ABDI, Pedro Moreira, presidente da Abralog, o diretor de Logística da Huawei no Brasil, Maxingwu, e Bruno Jorge, head de Indúsdtria 4.0 da ABDI, que deu explicações sobre a montagem e etapas do Wite Paper.

“Em 2020, a Huawei Brasil se empenhou em criar todo um ambiente sustentável e disruptivo conectado ao 5G, para que pudéssemos entregar este estudo que disponibilizamos hoje à indústria 4.0 brasileira”, disse o diretor de Logística da Huawei no Brasil, Maxingwu. “Esperamos que este informe técnico beneficie todo o ecossistema 5G”, completou.

O estudo é o primeiro realizado no País, com dados de como funciona na prática a tecnologia de quinta geração e quais são os ganhos que pode gerar para a indústria 4.0. “Logística inteligente é um setor que combina o mundo físico e o mundo digital. Uma grande quantidade de informações do mundo físico entra no mundo digital por meio da digitalização e depois gera inteligência pela sobreposição de tecnologias-
chave, como Inteligência Artificial, IoT, AR, VR e Blockchain. Por fim, a eficiência logística é aprimorada, os custos logísticos reduzidos e a experiência e segurança do usuário, melhoradas”, explicou Maxingwu.

O estudo, que também servirá de referência para todas as empresas do setor de logística, ainda observou maior controle do armazém e do estoque, monitoramento amplo dos veículos, minimização de problemas com a observação contínua dos veículos, podendo prever falhas mecânicas antes que aconteçam, e ampliação de conexões sem fio.

“Estamos construindo um aprendizado a partir desse White Paper, cujos resultados observados foram a melhoria de 25% na eficiência operacional geral, a redução de 30% no ciclo de produção, a melhoria de 20% no giro de estoque e a eliminação total dos erros operacionais e do uso de papel”, destacou Bruno Jorge, da ABDI.

O presidente da ABDI, Igor Calvet, ressaltou que “a revolução que o 5G traz para a indústria é inquestionável”. Segundo ele, os resultados auferidos no White Paper pela Huawei poderão em breve ser verificados também em outras áreas do setor produtivo com o avanço do 5G no país. “A ABDI, ao lado da Huawei e da Abralog, juntou esforços para criar este modelo de Armazém Inteligente 4.0 que, certamente, será referência para a indústria do País nas questões de logística e armazenamento”, disse Calvet.

Pedro Moreira, presidente da Abralog, lembrou que o maior problema do setor logístico no Brasil ainda é a ociosidade nos armazéns e destacou a importância da elaboração desse White Paper, que traz uma visão estruturada sobre logística 4.0. “Essa tecnologia tende a imprimir maior velocidade nas operações, acuracidade, redução de custos além de ser um indutor para a gestão da cadeia de suprimento e logística”, afirmou Moreira.

 



Deixe uma resposta