quinta-feira, 18/07/2024

ASSOCIE-SE

Logística no setor público: cooperação, tecnologia e gestão

Por Renan Favero*         

Você já imaginou um setor público onde a eficiência e a inovação são a norma, não a exceção? Esse é o futuro que a logística bem estruturada pode proporcionar.

Mais do que simplesmente movimentar bens e serviços, a logística pública envolve a gestão sofisticada de recursos, a harmonização entre diversos órgãos governamentais e a colaboração estratégica com a iniciativa privada.

A recente crise no Rio Grande do Sul mostrou claramente: é imperativo que a logística se torne mais cooperativa e eficiente para atender às demandas da sociedade de maneira eficaz e rápida.

Pensar em uma infraestrutura ideal é utópico. A logística moderna é, acima de tudo, informação, o que implica a integração de tecnologia, pessoas e processos. A infraestrutura física, embora importante, deve ser complementada por sistemas avançados de gestão e tecnologias que permitam a coleta e análise de dados em tempo real. Isso possibilita uma resposta mais ágil e eficaz às demandas da sociedade.

A colaboração entre o setor público e a iniciativa privada traz inúmeros benefícios. Empresas privadas possuem recursos, tecnologia e expertise que podem complementar as capacidades do setor público, resultando em maior eficiência, redução de custos e inovação. Parcerias público-privadas (PPPs), inclusive com as forças armadas, são essenciais para aprimorar a logística pública, especialmente em setores críticos como a saúde e a educação.

A gestão de redes é fundamental para uma logística eficaz. Isso significa coordenar e integrar todos os atores envolvidos no processo logístico, desde fornecedores até os usuários finais. Tecnologias como sistemas de gestão de transporte (TMS) E sistemas de gestão de armazéns (WMS) são cruciais para transformar a logística pública, tornando-a mais responsiva e adaptável.

Em emergências, a logística humanitária desempenha um papel vital. A recente crise no Rio Grande do Sul ilustra a necessidade de uma logística preparada e ágil. Planos de contingência e sistemas de gestão organizados são indispensáveis para suportar rapidamente as necessidades emergenciais da sociedade. A distribuição eficiente de suprimentos essenciais pode salvar vidas e minimizar o impacto dos desastres.

A logística no setor público precisa ser vista como um sistema integrado que vai além da infraestrutura. A cooperação com a iniciativa privada, a gestão de redes e a adoção de tecnologias avançadas são essenciais para enfrentar os desafios atuais e futuros, garantindo uma resposta eficiente e eficaz às necessidades da sociedade, especialmente em tempos de crise.

*Renan Favero é executivo de Logística e Inovação, com vasta experiência em gestão de negócios no setor de tecnologia aplicada a supply chain.

Foto: Divulgação

Abralog faz bem para sua logística.

Matérias Relacionadas

Abralog nas Redes

Últimas Matérias