Logística vai ajudar em 2015

Em seu discurso na tradicional festa de final de ano da Associação Brasileira de Logística, realizada na Fiesp, Pedro Francisco Moreira, presidente da entidade, ao lembrar que há um ano, na mesma solenidade, a Abralog listou uma série de desejos para 2014, disse que onde “aspirávamos por mais quase nada mudou; onde clamávamos por menos, houve mais”. Moreira se referia a mais infraestrutura, confiança, competência e ética, e  menos burocracia, intervenção e malfeitos. “Questões claras e simples, mas, pedidos em vão”. (Veja as fotos da comemoração no link abaixo).

“Todos nós esperávamos um 2014 difícil, só não imaginávamos que os desacertos e desmandos pudessem ter desfecho tão célere e que fossem assombrar todos os brasileiros, 
que agora vivem diante de uma rotina: a expectativa de fatos muito piores dos que os já descobertos”, disse.
Para o presidente da Abralog, em 2015 o segmento espera pela frente possibilidades negativas, como obras que podem não sair mais uma vez do papel, queda de arrecadação, aumento do déficit público, certa descrença nacional e internacional, fuga de investimentos, talvez economia em recessão e por aí afora. Ele considerou que esse cenário vai afetar as condições de execução do trabalho logístico dos profissionais e das empresas, mas manifestou confiança diante da competência da logística brasileira, que mais uma vez vai contribuir para o País não parar.

Pedro Francisco Moreira fez também um breve resumo da atuação da entidade: “Em 2014 a Abralog fez sua reunião anual, a XVIII Conferência Anual de Logística, avaliada como evento de excelência, 
pôs em Marcha a Frente Nacional pela Multimodalidade, uma tarefa que se assemelha a uma peregrinação, pois queremos sensibilizar e atrair todas as forças do País que possam fazer existir a a integração dos modais, ações que podem fazer o Custo Brasil transformar-se em Lucro Brasil, buscamos a interiorização da Abralog por meio da criação de núcleos regionais, como é o caso Sul e Centro Oeste e início da implantação da presença da entidade no Norte e Nordeste”.

Citou o trabalho intenso realizado pelo Comitê de Sustentabilidade, “discutindo a nossa pegada, pois entendemos que a logística pode contribuir muito para termos, para nós e para as futuras gerações, dias com melhor qualidade de vida. E o Programa de Excelência de Logistica e Transportes, o PELT, com objetivo de orientar e qualificar embarcadores, operadores logísticos e transportadores para melhoria dos resultados de sua operação, integrando soluções, tecnologias e sistemas de gestão da qualidade, produtividade e sustentabilidade. “Estamos recebendo apoio importantes como do Ministério dos Transportes, CNT, Sest/Senat, ANP, ANIP, ANTT, ABCR,  ANFIR, entre outras. Isso ratifica nosso papel de integrar a cadeia de valor na promoção de um padrão de excelência e sustentabilidade ao setor”.

O presidente da Abralog registrou ainda parcerias com o mundo acadêmico (Fundação Vanzolini, Escola Politécnica da USP, Universidade Federal de São Carlos, Fundação Dom Cabral, Fundação Getúlio Vargas, Ilos) e com o Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas de São Paulo e Região, Setcesp, com quem foi assinado acordo de cooperação para estudo e fomento das entregas noturnas, e criação de plataformas logísticas para a multimodalidade (foto ao lado).
Pedro Francisco Moreira anunciou, já para 2015, o lançamento da publicação Panorama Setorial, a ser editada pela OTM Editora, na qual serão registrados diagnósticos, caminhos e soluções para as diversas áreas da logística. Lembrou ainda que a Abralog tem auxiliado seus associados em causas como a recuperação do montante de contribuição ao SAT/RAT, quando pago a maior, nos últimos cinco anos, já com casos de êxito. Fotos Zé Amaral.

VEJA MAIS FOTOS DA SOLENIDADE



Deixe um comentário