Logmed faz 10 anos e cresceu em meio à crise

Aos 10 anos de idade, a Logmed tem história robusta para contar. A empresa surgiu em 2009, quando era forte a demanda do setor de saúde por serviços logísticos diferenciados. Foram cinco anos para consolidar o modelo com foco no mercado médico-hospitalar. Então, já era 2014 e vivia-se fortíssima crise econômica. Foi quando a Logmed iniciou sua expansão, criando quatro filiais. Hoje, 2019, a companhia acaba de se filiar à Abralog e busca novos desafios, como Danilo Magri ( à esquerda na foto, ao lado do Diretor de Operações Ricardo Caldi) conta nesta entrevista ao Portal Abralog:

Quando a Logmed surgiu, o que incentivou sua criação? 

A Logmed surgiu em 2009 devido a uma crescente demanda do mercado de saúde em contratar serviços logísticos especializados e customizados. Na época, havia apenas grandes transportadoras sem nenhuma customização ou muito pequenas, com informalidade nos processos e sem licenças ANVISA.

Como foram os primeiros tempos, a caminhada até se apresentar como prestadora de serviço para todo o mercado nacional? 

Nos cinco primeiros anos, a Logmed consolidou o modelo de transporte e armazenamento de produtos com foco no mercado médico hospitalar, sendo que em 2014, em plena crise iniciou sua expansão e inaugurou suas outras filiais em Valinhos, Ribeirão Preto(SP), Rio de Janeiro (RJ) e Porto Alegre(RS), além de criar novos serviços como a gestão de estoques consignados.

Consolidada, como a empresa se vê hoje?

A Logmed hoje é um dos principais prestadores de serviços logísticos para indústrias do setor médico hospitalar, cosméticos, farma e equipamentos sensíveis que procuram qualidade, customização e rastreabilidade dos processos em toda a cadeia logística

Como é fazer a logística para a área de saúde? 

São desafios diários em um setor muito exigente, em que novas tecnologias vêm mudando a forma de se relacionar com o cliente, assim como o nível e expectativa da prestação de serviço aumenta exponencialmente. Vemos esse movimento de forma positiva, pois naturalmente ficarão neste mercado apenas os players qualificados e compromissados com um serviço de qualidade.

Além das rígidas normas do segmento, o que mais dificulta esse trabalho? A infraestrutura nacional, por exemplo?

Hoje ainda temos gargalos em alguns processos regulatórios, como a demora em obter licenças e alvará. Operacionalmente, temos limitações físicas nos terminais aéreos que aumentam a probabilidade de avarias nas cargas. No modal rodoviário, o desafio é garantir uma entrega segura e de qualidade dentro do prazo, visto a má conservação das estradas em algumas regiões do País e postos fiscais não preparados para liberação de carga em tempo adequado.

Na opinião da Logmed, o que precisa mudar na logística brasileira? 

Enxergamos de forma muito positiva o avanço da logística no mercado brasileiro, principalmente nos últimos cinco anos.Acredito que ainda temos oportunidades na desburocratização de processos de liberação e aprovação de licenças e alvarás que por conta de limitação dos órgãos reguladores impossibilita o operador logístico de trabalhar por muitos meses.Em relação às operações logísticas, iniciativas como a da Abralog são muito importantes para reunir o setor e trocarmos conhecimento e fomentarmos parcerias estratégicas. O Brasil é um país de tamanho continental e cooperação é fundamental no setor logístico.

E a multimodalidade? Como seria para a Logmed se ela existisse de forma plena? Ou não faria diferença?

Hoje, a Logmed atua nos modais rodoviário e aéreo. Temos planos de expansão com novas bases e filiais em ambos os modais.

Qual a visão do setor sobre as tecnologias disruptivas? Como se preparar para isso?

Somos favoráveis a todo tipo de tecnologia que venha agregar automatização dos processos e qualificar a mão de obra. A Logmed é flexível e ágil para implementar novos processos e temos sempre um colaborador chave em cada departamento com o objetivo de buscar melhorias e tecnologias disruptivas que possam fazer sentido na nossa operação.

O que a Logmed quer ser daqui a cinco anos? 

A Logmed quer consolidar sua posição como um operador logístico especializado no mercado médico hospitalar e no ramo da saúde, mantendo a inovação constante nos processos e modelos comerciais e operacionais.

Por que a empresa se associou à Abralog?

A associação é muito importante para a Logmed estar sempre vinculada às referências do setor, receber atualizações mais rapidamente e buscar parcerias estratégicas com parceiros e fornecedores qualificados.



Deixe uma resposta