RDC 304 vigorará em menos de um mês; perfil térmico será fundamental

Empresas que lidam com movimentação e armazenagem de medicamentos têm menos de um mês para se adequar às exigências da RDC 304/2019, da Anvisa, que estarão vigindo agora em março. Esse novo Marco Regulatório da Saúde estabelece boas práticas de distribuição, armazenagem e transporte de medicamentos. Entre elas está o controle de temperatura e umidade, que é questão vital da RDC.

Liana Montemor, Gerente de Desenvolvimento Estratégico em Cold Chain do Grupo Polar, associado à Abralog, diz que conhecer o perfil térmico da rota é essencial. “O mapeamento de rotas é o recurso mais inteligente para gerar conhecimento e viabilidade econômica para cada operação logística. É necessário avaliar cada etapa do processo, sugerindo medidas cabíveis e viáveis para os desafios encontrados. Só é possível escolher a solução adequado quando se conhece o perfil térmico de cada rota”, garante Liana Montemor,

As mudanças regulatórias definidas pela RDC 304 têm como objetivo garantir a entrega de um produto confiável ao paciente. Considerando todos os nós logísticos que podem afetar adversamente os medicamentos, o Laboratório Valida do Grupo Polar desenvolveu ferramenta de mapeamento térmico de rotas para que todo risco da carga seja calculado, previsto e mitigado.

Num País como o Brasil, é fácil entender a importância da RDC 304: temos dimensão continental, estamos entre os dez maiores consumidores de medicamentos do mundo, temos clima forte e diverso, além de profusão de farmácias (uma para cada 3.300 habitantes) e infraestrutura em sua maior parte deficiente.

Criado há quase 20 anos, o Grupo Polar atua em em todos os elos da cadeia fria, tendo sido o primeiro a desenvolver elementos refrigerantes, e a qualificar embalagens, ambientes, equipamentos e frotas.



Deixe uma resposta