Siemens e Luminae usam IoT para economia de até 28% a varejistas

A provedora de eficiência energética Luminae tem oferecido ao mercado uma aplicação de gestão inteligente de energia em parceria com a Siemens, que através de um gateway de IoT, o SIMATIC IoT2040, utiliza dados em nuvem para adequar remotamente o consumo de acordo com as necessidades de cada cliente, gerando economias de até 28% e em média de 15% para o setor varejista, como supermercados, farmácias e lojas pet.

A partir do uso de iluminação, ar-condicionado, medidores de temperatura e demais equipamentos, a solução integra as informações com a internet das coisas e multimedidores de energia da multinacional alemã, com a parametrização acontecendo segundo as características de consumo local, iniciativa que otimiza o uso dos equipamentos visando a redução de custos no consumo energético.

A Luminae desenvolveu a plataforma Neuron, uma solução SaaS (Software as a Service) que a partir da inteligência artificial é capaz de identificar pontos de perdas energéticas e analisar o uso de eletricidade em diferentes setores ou máquinas dentro de uma empresa, com análises em tempo real sobre fatores como a eficácia da energia contratada, previsões e relatórios de consumo, detalhamento de falhas, desvios, além de atuar automaticamente ligando e desligando equipamentos.Segundo o Head de Inovação, Gestão e Inteligência da companhia, Matheus Rungue, a tecnologia da Siemens possibilitou o desenvolvimento da solução em software que hoje proporciona a um técnico eletricista conseguir realizar toda configuração da solução devido à facilidade de instalação.

“O hardware faz a integração com diversos equipamentos e fabricantes e essas aplicações geraram um ganho fundamental para o negócio”, acrescenta o executivo.

Atualmente a plataforma está instalada em 350 estabelecimentos comerciais em todo o país e a expectativa da Luminae é duplicar a estrutura voltada a instalação dos hardwares até o fim deste ano, com potencial vislumbrado não apenas para o segmento varejista, mas também para as indústrias em geral, frigoríficos e empresas especializadas na gestão inteligente de edifícios.



Deixe uma resposta