Terceirização da logística melhora a gestão e reduz custos 

A reforma trabalhista e o leve aquecimento do mercado tem impulsionado a terceirização logística em atividades como locação de mão de obra. Nos últimos três meses, a empresária Cristina Monteiro, da Produslog, associada da Abralog, notou aumento de 30% na procura por esse tipo de serviço. Segundo ela, as funções mais procuradas para a terceirização de mão de obra são auxiliar de logística, conferente, manuseio, empilhador, ajudante de carga e descarga, serviços da área de qualidade e de inventário. “Os setores que mais nos têm procurado são e-commerce, materiais de construção, consumo e moda”, afirma.

 O Portal Abralog (Associação Brasileira de Logística) apurou que empresas tomadoras desses serviços calculam que a economia com a terceirização de mão de obra logística chegue a 40%. Além de reduzir os custos, essas companhias apontam também a vantagem dos encargos trabalhistas, que ficam sob a responsabilidade da agência que fornece a mão de obra. O formato também é elogiado por colocar pessoas “certas” para determinadas atividades.

Quem contrata funcionários terceirizados nota neles comprometimento maior com o trabalho – e isso em boa medida decorre do interesse do terceirizado de se colocar como efetivo na empresa contratante.“Mas isso também é consequência do trabalho feito pela empresa que oferta a mão de obra temporária, como explica Cristina Monteiro, da Produslog.

“Nosso diferencial é conhecer a operação logística do cliente e assim ficar ligado ao negócio para desenvolver as atividades de rotina da companhia e também contribuir para o planejamento estratégico, que visa reduzir custos e melhorar a produtividade. Fazemos o papel do cliente no controle de estoque e  armazenagem, movimentação interna, picking e packing, qualidade, inventário, carregamento e descarregamento. Deixamos o cliente cliente  livre para focar em seus negócios. É por tudo isso que não temos reclamações trabalhistas”, revela

Saiba mais sobre o assunto no site www.produslog.com.br

 



Deixe um comentário