Transportadoras aprovam a compra de vacinas contra Covid-19

Em assembleia realizada ontem (14/4/2021), de forma virtual, as transportadoras associadas ao SETCESP aprovaram a captação de recursos financeiros pela entidade para compra de vacinas contra a Covid-19.

O presidente do Conselho Superior e de Administração do SETCESP, Tayguara Helou, abriu a assembleia ressaltando que somente com a vacina é possível salvar vidas, retomar efetivamente a economia e a oferta de empregos.

Foi com este objetivo que o SETCESP iniciou, há pouco mais de um mês, as articulações políticas e comerciais para comprar vacinas e imunizar todos os profissionais do setor de transporte rodoviário de cargas, os quais continuam realizando suas atividades normalmente para abastecer o país.

Em março do ano passado, a atividade foi declarada essencial. Apesar disso, somente os motoristas profissionais e caminhoneiros autônomos foram incluídos nos grupos prioritários para vacinação e, mesmo assim, são os últimos da fila.

“Entramos com uma Ação Civil Pública, pois não temos outra forma de prestar o serviço de transporte de mercadorias a não ser presencialmente”, explica Adauto Bentivegna Filho, assessor jurídico do SETCESP.

A ação pede a isenção da doação de doses ao SUS e, também, que a compra pela iniciativa privada não aguarde a vacinação de todo grupo prioritário, conforme exige a Lei 14.125.

“Diariamente, não somente os motoristas, mas todos os profissionais do transporte têm contato com clientes e colegas de trabalho e, portanto, podem ser um vetor de transmissão. Precisamos protegê-los e proteger toda a sociedade. A nossa iniciativa vai tirar quase meio milhão de pessoas que estão aguardando para serem imunizadas, porém sem nenhuma estimativa concreta de data”, reforçou Helou.

Até ontem (13/04), o Brasil havia vacinado apenas 11,54% de sua população, sendo que somente 3,64% podem ser considerados realmente imunizados devido terem recebido a segunda dose, conforme apuração do consórcio de veículos de imprensa.

“Formalizamos a intenção de compra de 1 milhão de doses da vacina AstraZeneca, porém o laboratório precisa de uma autorização legal para efetivar a venda”, esclareceu Fernando Zingler, diretor executivo do IPTC (Instituto Paulista do Transporte de Carga), órgão ligado ao SETCESP e responsável pela negociação.

Em votação, a captação de recursos financeiros pelo SETCESP para importação dos imunizantes e compra dos insumos necessários para aplicação, como seringas e agulhas, foi aprovada por 90% dos participantes da assembleia.

“Estamos com tudo pronto. Assim que tivermos a decisão favorável da nossa ação, conseguiremos fazer todos os trâmites em até 10 dias úteis para já começar a imunizar nossos profissionais”, comemorou Helou.



Deixe uma resposta