quinta-feira, 20/06/2024

ASSOCIE-SE

Binswanger Brazil e SDS fundem operações

Nossa associada SDS Properties fez fusão com a empresa de serviços imobiliários Binswanger Brazil, especializada em ativos industriais e de logística. A negociação foi divulgada pelo jornal Valor Econômico. Veja a íntegra da notícia:

“Nilton Molina Neto, sócio-diretor da Binswanger, afirma que sua companhia tem como foco a comercialização de plantas industriais e que não atuava na área de locações desses galpões, uma das atividades da SDS. “Tinha dificuldade de crescer organicamente, e poucas pessoas no mercado têm a experiência que a Simone tem na área de logística”, afirma Molina Neto.

Simone Santos foi por duas décadas diretora na imobiliária Herzog, também especializada em imóveis corporativos e de logística, e fundou a SDS em 2019.

Segundo a empresária, seu negócio passava por “dores de crescimento”, sendo demandado a oferecer serviços além dos que dispunha, como uma área mais robusta de inteligência de mercado. Precisava aumentar a equipe ou encontrar outra saída, quando houve a abordagem de Neto e Marcio Kawashima, também sócio-diretor da Binswanger.

“Além de encontrar complementariedade nos serviços, serem peças que encaixam, os sócios precisam estar alinhados em cultura e valores”, afirma Santos. “Senti que o ‘match’ foi bom.” Ela se tornou também sócia do negócio, que passa a se chamar Binswanger SDS.

Kawashima destaca que a companhia começou a acompanhar o mercado de logística mais de perto durante a pandemia, período no qual o setor teve um salto de crescimento — comportamento oposto ao do segmento de imóveis corporativos, onde a Binswanger também atua, e que teve demanda reduzida.

Segundo Neto, a procura de clientes da Binswanger que querem comprar ativos industriais para transformar em espaços de logística cresceu desde a pandemia, e a companhia atuava apenas na venda desses imóveis. Agora, conseguirá também fazer a locação dos espaços.

Hoje, a Binswanger fatura entre R$ 30 milhões e R$ 35 milhões ao ano, enquanto a SDS fica entre R$ 5 milhões e R$ 7 milhões. A expectativa dos sócios é aumentar esse valor para algo entre R$ 60 milhões e R$ 80 milhões dentro de dois anos, com o ganho em sinergia, se as condições de mercado se mantiverem.

A SDS tem 15 funcionários, que serão integrados aos 65 da Binswanger, no prédio da companhia no Centro de São Paulo.”

Fonte: Valor Econômico

Foto: Divulgação

Matérias Relacionadas

Abralog nas Redes

Últimas Matérias