sexta-feira, 12/04/2024

ASSOCIE-SE

“Nunca me preocupei com o legado. Eu gosto do aqui e agora”

A Associação Brasileira de Logística, a Abralog, lamenta a morte de Abílio Diniz, o mais importante empresário brasileiro do varejo. “Um ícone, gigante, revolucionou o varejo, lider nato e que deixa enorme inspiração e exemplos empresariais e de vida. Viveu o seu tempo e compreendeu o Brasil como poucos”, disse o presidente da entidade, Pedro Moreira.

Em uma de suas últimas aparições no programa que comandava na CNN, ao responder pergunta sobre qual era o seu legado, afirmou:

“Eu nunca me preocupei com o legado. Eu gosto do aqui e agora. Pensar no que eu vou deixar? Eu não vou ver, nem nada. Eu quero saber o que estou dando agora. A minha preocupação sempre foi a de buscar, em vida, ser uma pessoa feliz, que pratica o bem e que compartilha conhecimento.”

O jornalista Ralphe Manzoni, co-fundador do portal Neofeed, traçou com maestria a trajetória de Diniz. Em texto no dia da morte do empresário, mostra o cenário em que o empresário ergueu o Pão de Açúcar, e depois, quando fora dele, tratou de reinventar-se, voltando ao varejo por meio do Carrefour. Veja toda a matéria.

Abílilo Diniz era professor da Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo, onde ministrava um curso sobre liderança e gestão. Desde 2022, comandava o programa “Caminhos”, na CNN Brasil. Foi nele que deu uma de suas últimas entrevistas.

“Conheci o Abílio como concorrente. Trabalhamos 12 anos juntos”

Relato de Hugo Bethlem, presidente do Capitalismo Consciente Brasil, e membro do Conselho ESG Abralog, sobre Abílio Diniz, com quem trabalhou durante 12 anos.

“Estava ontem à noite (18/2/2024) no aeroporto de Londres para embarcar de volta para casa, depois de duas semanas de férias com o meu filho caçula. De repente começo a receber inúmeros WhatsApp sobre o Abílio Diniz estar internado no Hospital Albert Einsten em estado grave por uma pneumonia.

Comecei a buscar mais informações e embarquei, rezando pela sua pronta melhora e recuperação. Faltando duas horas para pousar, me conectei ao Wi-Fi e fiquei em choque com a notícia, que não queria acreditar que fosse verdade: Abílio Diniz havia falecido.

Que perda irreparável para a família, amigos, colaboradores, varejo e Brasil. Sim ele era uma pessoa do bem, sempre quis fazer a coisa certa, um pai e marido afetuoso, também uma relação especial com seus netos e bisnetos.

Um líder inigualável com sabedoria que conduzia seus negócios de forma firme, mas tenra. Um cidadão brasileiro que amava o Brasil e trabalhou muito por ele em qualquer regime ou governo. Um torcedor fanático pelo São Paulo, que na conquista do tricampeonato mundial em 2005, carinhosamente emprestou a medalha que recebeu para que eu levasse para casa e colocasse no pescoço do Frederico, esse meu caçula com quem estava viajando agora.

Conheci o Abílio como concorrente, na época eu era CFO do Carrefour e ele Presidente do Grupo Pão de Açúcar. Era alguém inatingível, até que em 2001 ele me entrevistou para ser Diretor no GPA e foram 12 anos intensos. A admiração só cresceu, ao ver que ele era uma pessoa amável e amiga. Me estendeu a mão profissionalmente, e aprendi que não existe meio-grato. Ou você é grato ou ingrato e sempre fui e serei, muito grato ao Abílio.

Me despertou o amor pelo esporte e me incentivou a fazer o RAAM em 2010. Convivemos na mesma sala compartilhada por 12 anos, fizemos muitas viagens a trabalho juntos e estávamos próximos em momentos particulares, como meu aniversário de 50 anos e o velório do meu sogro.

Deixei o GPA por decisão própria em setembro de 2012, nunca mais trabalhamos juntos, mas a admiração e gratidão sempre permaneceram vivas. Durante a pandemia fui desafiado por uma amiga a escrever um livro. Decidi que seria – A estratégia do varejo sob a ótica do Capitalismo Consciente — e claro convidei o Abílio a escrever o prefácio, que o fez de maneira carinhosa.

Tive o privilégio de dar uma aula em seu curso de liderança na FGV e agradeço a Deus pela oportunidade de tê-lo conhecido, trabalhado e chamado de amigo. O legado de Abílio, que tantas vidas impactou, vai persistir. Sucesso não é fama e grana, mas como impactamos a vida das pessoas”.

Foto: Divulgação

Abralog faz bem para sua logística.

Matérias Relacionadas

Abralog nas Redes

Últimas Matérias