terça-feira, 16/04/2024

ASSOCIE-SE

FedEx e Guangzhou fortalecem parceria para comércio eletrônico internacional e desembaraço aduaneiro

FedEx é associada Abralog

A empresa de serviços de entrega com sede nos Estados Unidos, FedEx Express, assinou um memorando de entendimento com o governo municipal de Guangzhou para colaborar no desembaraço aduaneiro, comércio eletrônico transfronteiriço e estabelecer seu centro de operações no sul da China, de acordo com um comunicado da empresa na quarta-feira.

As duas partes irão promover conjuntamente os negócios da FedEx em Guangzhou, província de Guangdong, expandir os serviços logísticos de comércio eletrônico e apoiar o desenvolvimento da cidade como um hub de cargas internacionais.

“Intensificamos ativamente a colaboração com governos locais e parceiros para conectar de forma mais eficiente as empresas chinesas ao mercado global, contribuindo para o aumento das exportações e importações da China”, disse Eddy Chan, vice-presidente sênior da FedEx e presidente da FedEx China.

“Através da colaboração estratégica com o governo municipal de Guangzhou, a FedEx será capaz de atender melhor às necessidades dos clientes, melhorar a eficiência do desembaraço aduaneiro, conectar nossos clientes em Guangzhou e no sul da China de forma mais eficiente aos mercados globais, e promover ainda mais o desenvolvimento de pequenas e médias empresas e comércio eletrônico transfronteiriço”, disse Chan.

O comércio exterior de Guangzhou aumentou 1,1% em relação ao ano anterior em 2022, totalizando 1,09 trilhão de yuans (US$ 156,44 bilhões), representando 13,2% das importações e exportações da província de Guangdong.

Após se tornar uma cidade piloto de comércio eletrônico transfronteiriço em 2013, o tamanho do comércio eletrônico transfronteiriço de Guangzhou atingiu 137,59 bilhões de yuans no ano passado, em comparação com 1,46 bilhão em 2014.

O hub da FedEx na Ásia-Pacífico está localizado no Aeroporto Internacional de Guangzhou Baiyun. Como um importante hub na Ásia-Pacífico, a instalação opera atualmente mais de 210 voos internacionais por semana.

No ano passado, a FedEx lançou um robô de classificação alimentado por inteligência artificial em seu centro de classificação de remessas de comércio eletrônico no sul da China, em Guangzhou, para lidar com o crescente volume de remessas relacionadas ao comércio eletrônico.

À medida que a economia global acelera seu ritmo de recuperação, a FedEx continuará investindo na construção de novas instalações e na expansão de sua rede para conectar seus clientes na China ao mundo, de acordo com o comunicado.

Tradução: Mei Zhen Li

Fonte: Exame

Foto: Freepik

Matérias Relacionadas

Abralog nas Redes

Últimas Matérias