Comitê de E-commerce discute utilização de lockers

O Comitê de E-commerce da Abralog, coordenado por  José Roberto Lyra, discutiu na última terça-feira, 11 de junho, novas formas de entregas para o consumidor e redução de despesas durante o frete para o embarcador. O destaque foi a  entrega da mercadorias em lockers que podem ser instalados em pontos de vendas e pequenos comércios nas grandes cidades. Os lockers (armários inteligentes de autoatendimento), conceito já muito utilizado na entrega de encomendas nos Estados Unidos e na Europa, possibilita a compra do produto pela internet e, em poucas horas, é possível retirá-lo, por exemplo, em padarias, posto de gasolina, supermercados, entre outros.

Fabricio Lopez, gerente de desenvolvimento da Inpost, apresentou o conceito e  os benefícios da utilização de lockers como a conveniência para o consumidor e a redução de despesas de frete para o embarcador. Também foram abordados desafios para a para a expansão dessa modalidade de entrega como fatores culturais (hábito do consumidor) e custos envolvidos para aluguel do espaço ocupado pelo locker em áreas de grande movimento como Metrô e edifícios comerciais.

Os conceitos e benefícios da utilização da modalidade PUDO (pick up-drop off) para embarcadores e consumidores foram ressaltados por João Cristofolini, CEO Pegaki. Segundo ele, a modalidade vem apresentando um crescimento  e a mudança cultural (hábitos do consumidor) e divulgação da modalidade são pontos que ajudariam na expansão. “A perspectiva é de crescimento para as duas modalidades porém o sucesso de ambas é impactada pelo volume. Quanto mais volume envolvidos  maiores serão os benefícios para consumidores e embarcadores”

O comitê também discutiu as iniciativas em andamento para desburocratização da logística do e-commerce. Entidades como Associação Brasileira de Comércio Eletrônico( ABComm)  e  Fecomércio têm projetos em andamento nesse sentido. Além disso, a ANTT citou um projeto piloto para implementação do Documento Eletrônico de Transporte nestas modalidades citadas acima.

A ABRALOG buscará cada vez mais, estreitar o relacionamento com as entidades citadas, considerando também a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (ENET) e entidades governamentais como a SEFAZ e CONFAZ.

A próxima reunião Comitê de E-commerce da Abralog será no dia 16 de julho para discutir um tema crítico do setor: Logística Reversa.



Deixe uma resposta